sexta-feira, 9 de março de 2012

O Cristão e o Àlcool

Reações: 


Se alguém lhe perguntasse: "Pode o servo de Deus tomar bebidas alcoólicas?", que responderia? Muitos dizem: "Não, pois isso é algo condenado por Deus." Outros talvez digam: "Sim, desde que haja moderação". 
Visto que todo crente é exortado na Bíblia a "examinar tudo e reter o bem" (1Tessalonicenses 5:21), há aqueles que procuram sinceramente uma resposta para esta questão. 
Na enquete lançada ao público 4 ouvintes responderam não e 0 responderam sim.

Paulo sugere que selecionemos dentre as coisas que são "lícitas" aquelas que convém. Note adicionalmente que Paulo não diz que evitemos até as coisas que são "lícitas". O ponto em questão é: não deixar-se dominar por ela. 
É óbvio que até mesmo fazeres legítimos podem ser nocivos ou pelo menos não vantajoso. Como ilustração, tomemos a questão da comida — conforme ilustrada por Paulo no versículo 13. Deus nos deu apetite pelo alimento e estômago para digeri-lo. Isso, porém, não quer dizer que devamos comer mais do que o necessário.
Quando alguém não consegue parar de comer, ele está definitivamente "dominado" pela comida. Assim, o excesso no comer não seria algo que "convém" para o cristão, pois Deus desaprova o comilão. Um cristão talvez evite certo alimento por motivo de saúde – embora outro cristão faça bom uso dele. Neste caso, o alimento, embora "lícito", não "convém" particularmente à pessoa impedida de comer dele.
A declaração de Paulo, a respeito da questão do alimento, provê uma boa orientação sobre o uso da bebida. Ora, qualquer coisa "lícita" se tornaria automaticamente não conveniente se o sujeito abandonar o autocontrole a ponto de “deixar-se dominar" por alguma dela. Embora o uso de bebida seja algo lícito, não seria conveniente se o sujeito tiver um histórico de embriaguez ou for "encharcar-se" dela — Isaías 56,12. Dessa forma para o cristão não convém ingerir qualquer tipo de bebida alcoólica, a recomendação é: “não vos embriagueis com vinho em que há contenda, mas enchei-vos do espírito. 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...